terça-feira, 4 de setembro de 2012

ITINERÁRIO A ASSIS – 8



No domingo, dia 02 de setembro, na capela do Aeroporto de Guarulhos, o primeiro momento celebrativo ao meio-dia. Frei Sérgio, frade capuchinho de Piracicaba, presidiu a bela celebração. Nosso grupo de peregrinos era maioria, mas outros viajantes juntaram-se a nós. Às 15h15 começou o longo e paciente check-in. O embarque estava previsto para 16h50, mas nos avisaram do atraso devido à sistematização do tráfico aéreo. Saímos de São Paulo no voo 0090 da TAP às 18h30. Nós e mais 280 passageiros que lotavam o avião. Viagem tranquila e o grupo proseando quase a noite inteira.

Muita ansiedade, natural de quem sempre faz, ou pela primeira vez ou mais uma vez, a viagem de sua vida. Escala em Lisboa. Chegada a Roma às 14h30 no horário local. Estamos cinco horas à frente, pois a Itália está em seu horário de verão. Tema de sábado e domingo: “Disponibilidade à Ação do Espírito Santo”. Ele, o Espírito do Senhor, que inspirou a OFS de São Lourenço à concretizar este Itinerário, estava ali presente de um modo forte: a alegria do grupo, a paciente espera no aeroporto, o deslumbre natural de tanta novidade, as pessoas amigas e parentes que foram para o abraço de despedida, as malas com fitinhas, a camiseta da viagem, o kit Marktur, o não caber em si de contentamento; mas, sobretudo, a certeza: É preciso buscar o Espírito do Senhor e o seu santo modo  de operar. Era evidente que Ele nos ajudou tanto. É preciso acreditar que, quando Ele quer, não há entraves. O clima era mesmo de Fraternidade e não de uma viagem qualquer. Viajar com pessoas que tem o mesmo ideal é muito tranquilo, flui.

De Roma a Assis a viagem de ônibus e a descoberta de um país, seu jeito, seu costume, sua agricultura, seu desenvolvimento, seu clima, suas cidades, suas estradas. A chegada a Assis nos emocionou muito. Vanni, o motorista do ônibus, perguntou: “Vocês estão com o coração preparado?” Apesar do longo tempo de preparação... o nosso coração explodiu de sentimento. Choramos. Cantamos. Contemplamos. Entrar em Assis é um Itinerário do coração. Não se entra ali a não ser com o coração. No estacionamento deixamos nossas malas e subimos a pé até a hospedaria. Nossos primeiros passos na terra santa franciscana. Jantar. Reunião para organizar detalhes e a bela oração da noite conduzida por Luiz Fernando e Cidinha ( OFS- São Lourenço ). A “Oração da Colaboração”: prece que pede para excluir todo espírito de rivalidade, inveja, de suplantar os outros... e que sejamos felizes em ajudar alguém. Profunda estima recíproca, sincera, cheia de benevolência. O tema da segunda-feira era: “O Senhor nos deu irmãos” foi intensamente vivido. Em cada cuidado da viagem sentimos isto. Fomos dormir felizes.

Hoje, terça-feira de manhã, subimos a Rocca Maggiore. Fomos ver a cidade do alto. Lá a prece da manhã. A descida em duplas, trios, sozinhos, em grupos maiores... fomos descobrindo e reconstruindo Assis em nós. Mapa na mão e olhares curiosos em todos os cantos, becos e vielas. Saber onde estamos e o que estas pedras têm para nos contar de oito séculos de história, sonho e ideal do Evangelho vivente. Agora precisamos escutar o lugar.

4 comentários:

Giovanna disse...

Lindo...lindo...lindo!!!!!Me senti lá com todos...quanta emoção!!!!!!

Anônimo disse...

Veja como Deus e previdente: Até o motorista do onibus já estava com a pergunta Vocês estão preparados/ Preparados com as delicadesas de Deus com O Lugar o essencial que o Espirito da caminhada.

Marilene Garcia disse...

Maravilhada, encantada, desci cada pedra e dei cada passo com vocês.
Estamos juntos, beijos

Marilene Garcia disse...

Veja como Deus é previdente: Até o motorista do onibus já estava preparado com a pergunta. "Vocês estão preparados?"
Preparados com as delicadezas de Deus para com o "lugar" o essencial que é "Espírito da Caminhada".