segunda-feira, 19 de julho de 2010

IDENTIDADE HUMANA FRANCISCANA - XVII

Ser humano franciscano é revelar-se pessoa de ideias claras, definidas, seguras, de opções profundas e progressos amplos, senda da perfeição. Sair de uma natureza agitada, para um equilíbrio emocional admirável, uma integração interior harmoniosa, que se traduz para vivência habitual da paz íntima, do amor autêntico, da fraternidade com todos os seres, do interior para a harmonia exterior. Ser humano franciscano é sensibilizar-se pela integração e maturidade humana que não deixa de buscar o sagrado. Ser humano franciscano é fazer da sua personalidade uma constante busca do natural e do sobrenatural, bebendo na fonte da intuição e da realidade transformada. Permitir que a Graça realize maravilhas! Não deixar de perceber que Natureza e Graça andam lado a lado, e que todos os sentidos se harmonizam.

Não basta apenas humanizar o Amor, é preciso espiritualizá-lo. Isto faz do Amor uma oblação; como cantamos na prece: "Ó Mestre, fazei com que eu procure menos ser amado, do que amar!” Ser humano franciscano é Amar com projeto de Amor. Amar o bom e o mau para mudá-los. Amar o pobre e o rico para aproximá-los e criar uma fraternidade de bens e dons. Amar o homem e a mulher para espiritualizar o Amor. Amar o são e o doente para curar corpo e alma. Amar todas as criaturas para criar a fraternidade universal e a consciência planetária. Cantar com todos os seres o Amor do Criador de todos os amores. O caminho da perfeição é a trilha do amor divinizante.

Continua amanhã

Nenhum comentário: