quinta-feira, 15 de julho de 2010

IDENTIDADE HUMANA FRANCISCANA - XV

Diz Carlos Zagonel: "Francisco emergiu em sua vida num mundo novo, sem ambições de liderança, mas o Senhor o constituiu líder de um número incontável de homens e mulheres de vontade boa que, em todos os tempos e de muitas maneiras, procuram servir a humanidade de seu tempo, com simplicidade e coragem. Simplicidade de quem não é ambicioso e coragem de quem não tem medo de inovar” ( Zagonel, in “Contexto Histórico de Francisco” ).
A partir de uma natureza bruta, como um belo bloco granítico, pedra pura ou cepo de madeira, de onde surgem obras primas de escultura e de arte genial, Francisco passa pela fase cruciante da conversão e se transforma numa imagem transparente e personificada de um humano divinizado. O santo é a obra prima do humano. Grande homem, grande santo. O franciscanismo existe para santificar a nossa frágil humanidade, existe para esculpir em nós uma obra de arte humana.

Continua amanhã

Um comentário:

Blog Do Gabeira disse...

Belíssimas palavras Frei, Gosto muito do Seu Blog, eu encontrei em Francisco a essência para viver em comunhão com os irmãos e com a natureza em um Todo! Hoje Louvo a Deus porque ele me permite viver Franciscanamente!
Paz e Bem!

T