quarta-feira, 21 de julho de 2010

IDENTIDADE HUMANA FRANCISCANA - XIX

Gosto de usar a palavra Poesia, palavra grega "póesis”, que significa “o fazer perfeito”, a vivência atenta, a admiração, o encantamento. Francisco de Assis é um Poeta da Vida. A Idade Média nos legou este homem santo, um enamorado pela vida e pelo Deus da vida. O seu ideal se encontra lá onde floresce a verdade, onde se prega a formação do humano total, onde vicejam a fraternidade, o amor, a ternura, a sensibilidade, a comunhão com tudo e com todos. Francisco é conduzido por Deus, mas mergulhado na terra, irmão de toda criatura. Ele não queria ser dono e senhor de ninguém, mas ser irmão da água, do fogo, das estrelas, do sol, da lua, dos pássaros, florestas, árvores, plantas, do verme rastejante,captando assim que a vida é parte de um todo.

Francisco se coloca nesta esteira admirável de engrandecimento e respeito por todo o mundo criado, nada destruindo, nada ferindo, nada prejudicando, quase que pedindo licença para pisar o chão; desculpando-se com a irmandade por não servi-los o bastante.

Continua amanhã
Imagem de P. Casentini

Nenhum comentário: