quinta-feira, 11 de outubro de 2007

A Compreensão Franciscana do Homem – 7ª parte


Francisco, porque viveu bem o particular de sua época, torna-se universal, e “continua a provocar interesse e ocasiões celebrativas” (6) No concreto de sua história ele vive o Núcleo Absoluto, a essência do humano e do divino, por isso desperta uma atração, é amado e estudado, “se escrevem bibliotecas inteiras” (7), mas nele haverá sempre algo para se descobrir: “Francisco não necessita de biógrafos. Estes dispõem de sete séculos, e nenhum deles ainda soube penetrar plenamente o segredo da sua personalidade. Mas é verdade o contrário: Os biógrafos precisam de Francisco! Cada geração sente a necessidade de fornecer a “sua” versão do “seu” Francisco, de interrogar-se sobre o que ele tem a dizer-lhe” (8).

A oitava parte será publicada na segunda-feira, dia 15

(6) F. Cardini, Francesco D’Assisi, Milão, Mondadori, 1989, 24.
(7) Ibidem(8) Ibidem

Nenhum comentário: