sexta-feira, 26 de outubro de 2007

A Compreensão Franciscana do Homem - 15ª parte


6. O “Santo Propósito
O espírito de aventura, um sonho movente, um impulso, um ainda não-ser mas querer-ser, querer dar o melhor de si, ia criando um vigor próprio:“O que pensais de mim? Ainda serei venerado pelo mundo inteiro!”(3Comp 2,4)“Sei que hei de me tornar um grande príncipe” (Idem, 2,5).“Dissestes a verdade, eu estava pensando em escolher uma esposa, a mais nobre, a mais rica e a mais bela que jamais vistes” (Idem, 2,7)Assim viveu Francisco, como os heróis dos romances cavaleirescos, imaginando, avançando a olhar apenas em frente, imerso em pensamentos profundos, confiando nos sonhos, abandonando-se à Providência, “andando sem ter pra onde, mas sabendo um porquê”(21)Quem parte para a conquista quer encontrar e provar alguma coisa: a si mesmo, seu valor, seu destino. Por isso consegue dialogar com o mais profundo, entrar numa espécie de transe, tentar decifrar o núcleo, o enigma escondido. Esta busca se transforma numa conquista superior. É a procura do Santo Graal. O Santo Propósito. A verdade transformadora de Francisco é o modo como ele acreditava apaixonadamente no seu projeto.

Imagem de Dante Gabriel Rossetti, "O Cálice Sagrado"

Este texto continua na segunda-feira

4 comentários:

Denise. disse...

Prezado Frei,

desculpe, mas detestei esta obra de arte. Horrível. Estranhíssima. Transmitiu-me sensações muito ruins. Péssima representação do Mistério Eucarístico. Feia e pesada.

Sua benção.
Denise.

Denise. disse...

Prezado Frei,

fui ler sobre Dante Rosseti. Pintor e poeta que na minha opinião, era muito confuso, conturbado e até perturbado. Tudo dele me transmite uma sensação ruim e infinitamente triste. De qualquer forma, o senhor tem , claro, o direto de aprecia-lo, de gostar das obras dele. Porém continuo achando a obra postada no blog uma péssima representação do nosso principal Sacramento, do Mistério Eucarístico. Péssima.
Sua benção.
Denise.

Assessoria de Imprensa disse...

Prezada Denise,
Frei Vitório estava no Congresso de Moderadores da Formação Permanente, em Assis, e agora segue para a Província de São Benedito, na Amazônia, onde é visitador. Ele deixou o texto e a escolha da imagem ficou a critério do departamento. A imagem escolhida é para representar o Cálice Sagrado, do Santo Graal, conforme cita o texto.

Denise disse...

Prezado senhor,

entendo. Desculpe-me o senhor também, mas continuo achando a imagem horrorosa, simbólicamente péssima e o autor, por mais que me solidarize com o sofrimento da vida dele, foi uma pessoa de um misticismo conturbado, suas obras, na minha sincera opinião, são todas
simbólicamente desastrosas e, por este motivo, me causam desagrado. O Santo Cálice é a Eucaristia, é o Mistério cristão.Mas o senhor tem o direito de ter apreciado e achado que era adequada. Lamento, mas continuo detestando.
Todo o bem.
Denise.