segunda-feira, 16 de setembro de 2013

NOVOS DESAFIOS PARA UM VELHO TEMA: A FORMAÇÃO FRANCISCANA - 5


NOVOS DESAFIOS PARA UM VELHO TEMA: A FORMAÇÃO FRANCISCANA


>> Que ela leve a um confronto com a vida pessoal e comum e não apenas a um confronto com os  textos.

>> A fragmentação pós moderna também atingiu a Formação Franciscana. Cresce o valor da Espiritualidade, mas a multiplicidade de escolhas de outras espiritualidades pode tirar, de certa forma, o foco da espiritualidade escolhida como Forma de Vida.

>> Nas diversas entidades (Ordem, Províncias, Congregações, OFS), a formação tem um programa, nas Fraternidades Locais não.

>> É preciso ter mais consciências que encontros, cursos e retiros são grandes momentos privilegiados da Formação Franciscana. Tudo é Formação Franciscana... mas,  busca-se outras atividades.

>> Que a Formação Franciscana seja um processo de transformação da pessoa. A raiz de toda Formação Franciscana é a transformação. Até então, o centro da Formação Franciscana era (e continuará sendo) o Seguimento; a partir da convocação dos tempos de hoje, a ideia de pessoa muda o conceito da Formação. A modernidade usa a Liberdade como caminho de busca da pessoa. Liberdade é entender-se e realizar-se como pessoa.




>> A Liberdade de não estar tão preso a leis, normas, conceitos e autoridade.

>> A Liberdade para optar por uma escolha grandiosa. A liberdade de confrontar-se com valores que dão consistência à existência. Uma responsabilidade de converter-se em pessoas livres para comprometer-se com valores.

>> A liberdade de sentir-se finito, limitado, pequeno... mas... livre!

Continua

Nenhum comentário: