quarta-feira, 11 de setembro de 2013

NOVOS DESAFIOS PARA UM VELHO TEMA: A FORMAÇÃO FRANCISCANA - 2


A FORMAÇÃO FRANCISCANA PRECISA INDICAR NOVOS CAMINHOS DE FIDELIDADE CRIATIVA.

   A Formação Franciscana precisa espaço suficiente a todos os caminhos feitos até agora e falar a partir de uma forte experiência. O que ela nos legou foi uma boa biblioteca de documentos. O que mais existe são Documentos dobre a Formação, e mesmo assim, precisamos de uma maior vibração. Corremos o risco de que Mestres (as) da Formação nos preparem para uma vida que não existe.

  Temos belos documentos, mas cada um (a) faz o que quer. A Formação Franciscana está apenas nos cursos e nas cabeças; quando sabemos que a nossa vida muda a partir do coração e do sentimento. Documentos cansam; o repasse verdadeiro de uma experiência atrai.

  Sem a Formação Franciscana não podemos saciar a sede de plenitude, para motivar as diversas etapas de nossa vida. Somente a sede saciada pode ser comunicada. Não podemos anunciar aquilo que as nossas mentes, mãos e corações não possuem e não tocam.

  Temos uma bagagem formativa extraordinária e não podemos ser bloqueados e rígidos; não podemos ocultar as nossas forças, mas libertar as energias do espírito que nos une.

1. ALGUMAS AFIRMAÇÕES SOBRE A FF

  A Formação Franciscana tem que ser boa notícia. Ela é a garantia do modo como vivemos o Evangelho e se não vivermos a radicalidade do Evangelho não seremos boa notícia e não teremos espaço no mundo.

  O Evangelho e a Formação são nossas prioridades. Quero apresentar aqui alguns desafios para a nossa prática formadora. Trabalhei trinta anos na Formação Franciscana, porém, não me sinto um especialista, busco apenas as experiências, e a partir delas quero tecer este bloco de idéias para a nossa reflexão:

Continua

Nenhum comentário: