terça-feira, 3 de setembro de 2013

A ESPIRITUALIDADE PRESENTE NO CUIDADO DA SAÚDE - 2


1. O MITO DA CARRUAGEM

A vida é uma dinâmica, um movimento, uma viagem, um caminho de realização, um assanhamento de vivência que não permite o estático. A vida não é uma continuidade, mas sempre um salto de qualidade, uma busca de sentidos.

Para os gregos, a vida é uma carruagem. O que é a Carruagem? O Mito da Carruagem é a alegoria para visualizar o que queremos, o que impulsiona os nossos passos, onde queremos chegar. Trabalhar através dos símbolos uma Hermenêutica (a ciência da interpretação), uma representação e uma inspiração necessária.

Os gregos diziam que para atingir o Olimpo (o lugar da morada dos deuses), era preciso subir, elevar-se, buscar o lugar mais alto e as coisas do alto; era preciso subir uma Carruagem de Fogo (força impulsiva, dinâmica, chama interior, potencialidade).

A Bíblia diz que o Profeta Elias subiu ao céu numa Carruagem de Fogo (cfr. 2 Reis 2, 11-18 ). Boaventura de Bagnoreggio, biógrafo de São Francisco, diz que ele sobe numa Carruagem de Fogo para o tocar o Divino (Legenda Maior, Prólogo 1,6).

O que significa subir à montanha? Buscar o ponto mais alto. Elevação. Nível superior da existência. Altura (“alt”, altar), lugar onde a Divindade se manifesta. Monte Olimpo, Monte Atlas, Monte Athos, Monte Tabor, Monte Alverne. É a morada que possibilita o encontro entre o Humano e o Divino. Da Terra para o Céu. Da Imanência à Transcendência. Da horizontalidade para a verticalidade. O lugar onde o grande e o pequeno universo se tocam.

A montanha significa estabilidade, imponência, fortaleza, permanência, posição de presença dominante, soberania, espaço sagrado, escalonada de degrau em degrau, persistência e fé na subida, coragem. A ascensão física corresponde a uma ascensão espiritual. É a Mística da Consciência que precisa encontrar o seu lugar mais vigoroso que abra um horizonte maior. É a senda da iluminação, o lugar  da meditação necessária para o desenvolvimento espiritual. É onde se respira o ar mais puro. É a culminância. A aproximação com o firmamento. Perto das estrelas.

As torres dos templos, as pirâmides do Egito, a torre da Babilônia, os mosteiros e eremitérios encravados nas montanhas e rochas. Cavernas e grutas que nos ensinam a viver dentro e viver sobre. Para o mundo mítico, Deus é aquele que brilha no alto! Que se manifesta no monte entre relâmpagos e trovões. O sol se põe de um modo mágico entre as montanhas. Lugares onde escondem-se as Fontes, os mananciais, os tesouros.

A Ordem tem que ser comunicada em lugares muito fortes e especiais. Os Dez Mandamentos, o Sermão da Montanha! É a Unio Mistica = a montanha é Pura Transcendência! É preciso chegar lá!

Continua

Nenhum comentário: