quinta-feira, 2 de agosto de 2007

O dinamismo sobrenatural do trabalho - 6ª parte

Não se pode falar do trabalho apenas na perspectiva individual, mas sob a implicância de toda sociedade humana que se estrutura e se desenvolve graças à diversidade de atividades; cada uma deve ser considerada não só em si mesma, mas também em relação ao todo. A força de muitos é um vigor vital. “A família humana pouco a pouco se reconhece e se constitui como comunidade do mundo inteiro”(Gaudium et Spes 33).

Melhorar o mundo corresponde ao plano de Deus (GS 34), é serviço prestado à vida. O Concílio reforça este valor ao afirmar que “é de valor maior que as riquezas externas que se podem ajuntar. Tudo o que os homens e mulheres podem fazer para alcançar maior justiça, mais ampla fraternidade e uma organização mais humana nas relações sociais ultrapassa o valor do progresso técnico. Pois estes progressos podem oferecer como que a matéria para a promoção humana, mas por si só não a realizam de modo algum” (GS 35).

Amanhã, continuação deste subtítulo no artigo "A espiritualidade do Trabalho"

Nenhum comentário: