quarta-feira, 22 de agosto de 2007

A Espiritualidade Hesicasta - 3ª parte

Pressupostos da espiritualidade hesicasta
1. Hesychia e Amerimnia
A hesychia diz respeito à interioridade do humano. Mais que um modo de vida é um estado de alma. É resultado de uma longa luta contra as paixões escravizantes, as agitações e as preocupações mundanas. É o domínio sobre as paixões para poder amar absolutamente e com a máxima liberdade o Senhor.
Quanto à amerímnia (do grego: não-preocupação, despreocupação, tranqüilidade), esta indica de certa forma a mesma coisa: é a conquista disciplinada da serenidade existencial, ser livre de qualquer afã terreno, desvincular-se dos pensamentos deste mundo para se dedicar somente a Deus.

Amanhã, o 2º pressuposto "Nepsis" na quarta parte deste texto.

2 comentários:

Anônimo disse...

Gostei da foto, do praticante budista. Há muito em comum nas diversas tradições. A busca é a mesma: a serenidade, o desprendimento e o reconhecimento da natureza ilimitada que habita em todos nós!
Parabéns, Moacir, pelas belas imagens do Blog!
Abraços
Thereza

Denise disse...

Prezado Frei Vitório, tenho tentado voltar a estes estados de alma que são a hesycasia e a amerímnia(palavras novas para mim), já estive assim, por muito tempo e sentia frequentemente uma paz me "inundando", interessante, não tenho mais sentido isto.Quanto à oração cristã, fico me perguntando, será ela diferente das outras? Eu acreditava que sim, tendo em vista que o nosso Deus Trino e Uno que é a fonte e o ápice de toda oração.Sem Cristo, verdadeiro Deus e verdadeiro homem, para mim, não existe oração. Creio que tentar atingir esta "paz"(chamarei assim que é mais fácil), sem se dirigir ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo, não é um estado espiritual e sim emocional de tranquilidade, não ? O que é verdadeiramente espiritual é diferente de qualquer outro estado obtido com exercícios, meditações, concentrações apenas. Posso estar errada.
Abraços.