sexta-feira, 2 de outubro de 2015

AS PALAVRAS E CONSELHOS BROTAM DA PROFUNDIDADE DO CORAÇÃO DE FRANCISCO




No Espírito de Francisco, podemos dizer também, que o espírito da carne é a apropriação do Bem de Deus, o enriquecer-se, glorificar-se, a si mesmo às custas de Deus e do próximo. O Espírito de Deus é entregar-se a si mesmo por completo, dispor-se inteiramente ao serviço de Deus e do próximo, viver sem nada de próprio, ser um servo total do Senhor e da humanidade, sobretudo dos pobres. O irmão e a irmã Menores não reconhecem mais do que um só Senhor, a saber, Deus e seu Amor por toda humanidade. Quem ajusta a sua vida com este princípio, prega, como diz Francisco de Assis, com suas obras.

Claro que não conseguimos dizer, com nossas palavras, sem fundamentarmos nas Fontes, tudo o que São Francisco entendia sobre o espírito do Senhor e eu santo modo de operar. São Francisco expressou, com maior clareza, sua própria experiência mística, tão profunda, colocando em relevo sua íntima comunhão com o Pai, Filho e Espírito. Suas palavras e seus conselhos brotam da profundidade de seu coração e nos deixam sentir porque insistia tanto nas virtudes da cruz: pobreza, humildade, paciência, obediência, serviço, minoridade. Vamos analisar um pouco alguns pensamentos da Carta aos Fiéis.

Para quem escreveu Francisco esta carta? Para os fiéis leigos, consagrados a Deus, mas vivendo no mundo; aos cristãos que querem viver com seriedade o ideal evangélico; aos que Francisco propõe a mesma vida de amor radical. São homens e mulheres que querem fazer e viver uma vida de penitência no mundo. O essencial na Carta se resume em mostrar a autêntica penitência, que a conversão consiste em vencer o espírito do egoísmo ( o espírito da carne ) e uma total receptividade do Espírito do Senhor, no serviço a Deus, à toda humana criatura, e a todos os seres criados. Isto consiste em viver segundo o Evangelho: seguir as pegadas de Nosso Senhor Jesus Cristo! Em nenhum de seus escritos, Francisco de Assis se expressa com tanta naturalidade e autenticidade como nesta carta. Ele se dirige a todos os homens e mulheres que vivem no mundo e querem seguir em seu espírito o Espírito do Senhor.

Continua

Nenhum comentário: