quinta-feira, 10 de setembro de 2009

VIRTUDES A PARTIR DA
ESPIRITUALIDADE FRANCISCANA - III

Mudar conceitos para mudar a nossa maneira de ver as coisas

FRATERNIDADE: Criar laços consangüíneos com uma família espiritual. É a qualidade das nossas relações. A pessoa se define pelas relações qualificadas. A fraternidade ajuda a abrir mão de interesses puramente egoístas.

CONFIANÇA: Con - fiar. Fiar com. Isto é: tecer os fios da mesma trama. É abandonar-se à criatividade. A confiança é criativa; ela permite. O paraíso perdido é a confiança perdida. Acreditar na força da vida capaz de desfazer um nó.

SOLIDARIEDADE: É a fecundidade social da capacidade de amar. O amor que sai de si e vai de imediato para a necessidade emergente da situação (de algo ou alguém). É não amar por dever, amar pela naturalidade da entrega. Não dar só pão, dar a humanidade junto com o pão. Libertar-se do ideal para trabalhar com o real.

DIÁLOGO: Através da palavra, através da comunicação, através da fala e da escuta, entrar no mundo das idéias num intercâmbio de compreensão. Recuperar uma fala e uma escuta terapêutica: é a fala e a escuta que permite atravessar os nossos medos. É saber silenciar. O falar e o pensar correto tem muito a ver com o silenciar.

DISCIPLINA: Escutar o valor maior na hora de exercitar-se. Impor uma conduta para vencer o apego apenas ao agradável e fácil integrando à vida grandes desafios.

HUMILDADE: Vem de Húmus. A fecundidade que está no subsolo da vitalidade. A força escondida que faz tudo desabrochar. A capacidade de assumir o próprio tamanho sem aparentar ser maior e nem menor do que se é: é a arte de ser o que se é! É a consistência interna que dá tempo para que tudo fecunde, floresça, desabroche. O humilde se submete a qualquer condição. Tem coragem. A humildade está muito ligada ao mistério de cada um.

Continua amanhã

Um comentário:

Anônimo disse...

Amado Frei Vitório:
Não tenho (ou ainda não aprendi a usar) o dom das palavras para externalizar tamanho contentamento e plenitude que senti ao descobrir este blog. Por caminhos estranhos, cheguei às suas palavras, que me servem como aulas de vida Cristã. Obrigada por compartilhar conosco aquilo que não sabemos explicar, apenas sentir. Deus o abençoe!!