segunda-feira, 26 de novembro de 2007

A dimensão solidária do projeto franciscano -
3ª parte


Porque decidiram viver nas ruas e pelos caminhos de Assis, pelas estradas da Úmbria e do mundo, da portaria do mosteiro de São Damião à todas as portas abertas das necessidades sociais, perceberam os malvistos e malcuidados, os banidos e os que são vítimas de preconceitos de castas e credos. É assim mesmo! Quem decidiu seguir as sendas de Jesus Cristo, consegue ver melhor o faminto, o preso, o nu, o sedento, o pequeno, o sofrido e o paralítico. Não tem como não filtrar tudo pelos olhos do Evangelho e suas práticas.

Na sua origem, o Projeto Franciscano, teologicamente, é centrado na Encarnação, na Paixão e na Eucaristia. A Encarnação é um Deus que vem morar junto, é humano, é raça, é presença, é um atencioso pleno de cuidado. A Paixão mostra que a Cruz não é fim; é fonte! Fonte da capacidade do Amor se entregar até às últimas conseqüências. A Cruz fala em meio a enigmas, entregas e incompreensões, mas sempre fala e manda reconstruir! A Eucaristia lembra, cada dia e em todos os lugares, a partilha, o fortalecer a caminhada, o dar um pedaço, revelando nele a própria natureza, alimenta-se de um Deus que se faz humildade e comida para tocar o humano nas suas entranhas.


Amanhã, a quarta parte deste artigo.

Na imagem São Francisco e a Cruz

Nenhum comentário: