segunda-feira, 12 de maio de 2008

UM PERSONAGEM CHAMADO JÓ


Você tem lido o livro de Jó. É a criação literária, teológica e polêmica mais poderosa de toda Bíblia. É um livro que se ocupa em falar com Deus e não falar de Deus. O humano ali, na contradição do mal, da doença, do sofrimento; é o Divino bem na sua: ético e quieto, mas pronto para o diálogo. É um livro que faz teologia através de paradoxo. Quando perde a paciência o humano fica com raiva do divino. O ódio teológico é mais perigoso que uma fábrica de armas químicas. A teologia de Jó não está na resposta de Deus, porém no seu silêncio. Ali é mais o humano que fala e Deus escuta. Assim, o humano vai aprendendo que é preciso deixar Deus na liberdade de se dar. Jó percebe isto e deixa que Deus o venha visitar quando quiser. Um doente sofre muito quando quem visita fala demais. Deus vem, visita, não fala nada; apenas sofre junto.
Na imagem, "Jó e seus amigos", de Gustave Doré

Nenhum comentário: