quarta-feira, 21 de maio de 2008

AS APARIÇÕES MARIANAS


O humano tem toda a liberdade de crer, investigar, apresentar hipóteses, falar com respeito e humildade sobre as aparições; só não pode afastar-se da verdade dos fatos. O humano pode chegar a conhecer a realidade objetiva mediante o processo sensorial-intelectual: nada está no intelecto que não tenha passado por todos os sentidos. Através dos sentidos captamos as coisas e as trazemos para o nosso conhecimento. O vidente diz perceber com os olhos, ouvidos e sentidos a presença sobrenatural da Mãe de Deus. Será que não podem perceber Aquela que subiu de “corpo e alma” para o céu? Que obstáculos existem para uma mãe que quer realmente comunicar-se com seus filhos? Uma multidão corre para o lugar sem se importar com os questionamentos. Há um passo concreto de fé, de oração, de penitência, de total diálogo com o divino, de crer e ver. Não seria este o verdadeiro milagre?
Na imagem, multidão diante da Basílica de Lourdes, na França.

Nenhum comentário: