segunda-feira, 14 de abril de 2008

ONDE HÁ DESESPERO, QUE EU LEVE A ESPERANÇA!


Faz parte do espírito franciscano lutar contra o pessimismo! Hoje tantos que possuem juventude e energia, talento e tantas possibilidades, colocam na cabeça que, não conseguem nada na vida, curtem as tendências do mal, consultam cartomantes, entregam para os profissionais de vidência o seu destino. E, assim, vão vivendo uma certa insegurança, uma certa insatisfação; preferem pagar para ouvirem palavras de estímulos do que lutar com as próprias forças para se motivarem para a vida. Não é por aí!
Desespero e desânimo se vence com o esforço perseverante de dizer: “Eu posso! Eu sou capaz!” Sem a paixão pela vontade de querer acertar, a vida se paralisa. Quem vive a esperança está sempre caminhando e não fica lamentando-se à beira do caminho. A esperança nos dá forças para fazermos grandes e pequenas coisas; traz serenidade de espírito; leva a olhar mais objetivamente às coisas do mundo. Ela é a certeza de conseguir o desejado; a alegria do coração. É dizer sempre: “Espero que Sim!”
Esses comentários foram publicados na Folhinha do Sagrado Coração de Jesus

Nenhum comentário: