quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Francisco de Assis, personalidade histórica

Francisco fascina pela convergência de duas características na aparência contraditórias, mas não exclusivas uma de outra: a firmeza na indicação do próprio ideal e a flexibilidade em torná-lo presente nas circunstâncias concretas sem jamais desnaturar-lhe os elementos constitutivos fundamentais. Estas, por sua vez, acrescentavam aos aspectos psicológicos de seu caráter um aspecto não acessório de persuasividade concreta: a vontade de participar da marginalização era sincera, real, vivida não no fechamento de um eremitério ou entre os muros de um mosteiro, mas entre o povo, nas ruas, no colóquio entre as pessoas. Estas são palavras da apresentação da obra São Francisco, de Raoul Manselli, Vozes-CFFB, Petrópolis, 1997. O autor, Raoul Manselli, é um especialista em história da Idade Média, professor na Universidade de Roma, escritor conceituado em matéria de Franciscanismo.

O fascínio de Francisco de Assis estendeu-se sobre pensadores, filósofos e historiadores. Muitos o sentem em forma de impulso ao pesquisar e escrever sobre Francisco, não só contemplando o aspecto da santidade, mas particularmente o da personalidade humana em sua breve existência. Esta obra apresenta Francisco como personalidade histórica em toda a sua grandeza. Uma estreita ligação entre o homem Francisco e o se tempo, entre Francisco e seus irmãos em uma Igreja perpassada por profundas inquietações. Deixa emergir uma personalidade coerente e sobressair uma religiosidade nova que se nutre tanto dos sentimentos e da vida popular quanto da mais autêntica espiritualidade litúrgica.

O grande valor desta biografia reside no fato de o autor levar em conta não só as fontes biográficas do século XIII, mas também as pesquisas históricas desenvolvidas especialmente a partir do final do século passado. O próprio autor diz que, através de uma exposição crítica, mostra a relação entre um homem e a realidade religiosa, política e social que o circunda, para compreender e atingir o motivo central inspirador da sua vida e da sua ação que operam no interior daquela realidade para modificá-la e renová-la à luz de um modelo revivido numa imediatez global, o modelo oferecido por Jesus Cristo no Evangelho.

Frei Vitório Mazzuco

Nenhum comentário: