quarta-feira, 30 de abril de 2014

PORQUE SOU LIVRE, SOU RESPONSÁVEL - II



Ser livre é escolher uma Força Espiritual e viver uma pertença que mostre o diferencial na cultural atual. Estamos em épocas de grandes mudanças. Um feixe de processos. É muita coisa para uma cabeça só! Ser livre é não perder-se neste emaranhado. Ser livre é mobilizar em nós e, em nossas escolhas, as melhores energias que  temos.

Ser livre é a libertação de todo tipo de tutela. Tutela é a canga que colocam sobre nós. Tutela são algumas tradições que não servem mais e precisam ser revistas.  Ter a coragem de em meios a escombros reconstruir a casa. Ser livre é saber que a história não é um contínuo amontoar-se de ruínas. Temos que nos libertar da tutela do medo. Viver com medo é ser escravo. Esta não é uma frase que tem apenas uma função terapêutica. Mas é decisão de liberdade de tomar a vida nas mãos e voltar a moldar o humano forte. Uma vida com medo é uma vida desumanizada. O amedrontamento cria peso de estruturas e agressividade. Ao reagir ao medo reage-se de forma violenta. A nossa civilização é especialista em produzir medo, por isso a nossa liberdade perdeu a sua pureza. As indústrias de segurança nunca ganharam tanto dinheiro! Em meio a tudo isto  temos que continuar perguntando: Quem vive? Quem é humano? E responder: não podemos ser pequenos! Não somos marionetes de uma história assim.

Ser livre é saber que Deus não nos quer punir. Ter fé é a coragem de abrir caminhos de liberdade. A fé abre caminhos onde não existem caminhos.  Só a fé pode nos libertar do medo. Não podemos manipular a vontade de Deus; às vezes colocamos a vontade de Deus sob o domínio da  vontade própria ou no que dizem sacerdotes e pastores.  Ser livre é recuperar a confiança perdida e acreditar na atuação de Deus na história através da pessoa que eu sou. Temos que nos libertar das tutelas das religiões que ainda decidem quem vai para o céu ou para o inferno. Quem são os eleitos e quem são os condenados? Vamos abraçar mais a fé!  “Vai, tua fé te salvou!” Todos nós temos uma fé e uma força que nos salvam. Os olhos tem que ver coisas que jamais viram. O vigor e a energia são o modo de ser da fé. Naquilo que  acreditamos é que somos fortes.

Continua

Nenhum comentário: