terça-feira, 8 de maio de 2018

REFLEXÕES SOBRE A DIMENSÃO POLÍTICA DO FRANCISCANISMO - 13


Homens viciosos no poder são funestos e matam a República


Continuação do sermão de São Bernardino de Sena 

OS MAUS ADMINISTRADORES – O povo deve conhecer os maus administradores para negar seu voto aos indignos. Quando nos governantes existem vícios “a coisa vai mal. Imagine você como pode andar a justiça! Sem dívida neste caso a justiça está morta. Então precisaria fazer o seguinte, e dirigindo-se aos coveiros, exclama: Ó coveiros, quando vocês tomam conhecimento que um homem público tem estes vícios, podem corajosamente comunicar a todos: A justiça está morta”. E repete doze vezes que os homens viciosos no poder são funestos e matam a República.

OS AMBICIOSOS – O ambicioso para subir usa todos os meios e não podendo aproveitar dos poderosos, espolia o pobre. “O ambicioso é aquele que procura dar a culpa sempre a quem tem razão, a quem não tem poder para se defender porque é pobre. Os ambiciosos são homens iníquos que estrangulam a justiça. E as por que eles agem assim? Para se tornarem sempre mais poderoso em detrimento dos que nada podem contra eles”.

O ADULADOR -  O que fazer com este tipo de político? Ele nada vale. “Não lhe prestem atenção. Vocês tem o direito de saber toda a verdade, de ver e tocar com suas mãos” (Naquele tempo o povo tinha o direito de fiscalizar os homens públicos e os aduladores eram facilmente desmascarados).

OS AGIOTAS – Os que praticam este vil comércio nunca devem ser eleitos. "Eles  se assemelham aos gatos. O gato fica esperando perto de um buraco onde ele sabe que vai sair o rato. E ali fica à espreita o dia inteiro e, apenas o ratinho passa, ele o agarra e o devora. Assim é o avarento que quer ser eleito. Ele vai de casa em casa, mostrando-se amigo e arrancando votos”, mas depois de eleito, continua o seu o trabalho de sempre: roubar e devorar o povo.

Frei Vitório Mazzuco

Continua...

Nenhum comentário: