quarta-feira, 15 de maio de 2013

Algumas ideias sobre a Teologia Franciscana - Final


Deus est id quod nihil maius cogitari potest!” Cremos que tu é um Ser do qual não é possível pensar nada maior! Um ser é, certamente maior, se pensado na inteligência da realidade do que existente apenas na inteligência. Pensar Deus é pensá-Lo existente na realidade. Não é possível pensar que Deus não existe, nós O pensamos porque Ele existe. Existir na realidade é mais do que existir no pensamento. Quem pensa Deus só pode pensá-lo existente e dizer isto a partir da fé e do coração que crê.

A Filosofia e a Teologia Medieval são meios para assimilar os conteúdos da religião e progredira na fé.

Filósofos judeus também inspiram o pensamento teológico medieval. Ben Joseph (882-942), Ibn Gabriel (1058) e Moisés Maimônides ( 1135-1204) dizem que não é possível a revelação exata de uma verdade religiosa, por isso os profetas usam uma linguagem metafórica que nos ajuda a pensar. É preciso perceber o movimento da existência que revela a força de algo ou de Alguém. Tudo o que se move é movido por outro. É o “panta rei” de Hieráclito... tudo está na fluência de algo maior.

Se não existisse um Ser Necessário não existiria nada. De Deus nasce a realidade de mundo e o mundo tem evidências para encontrar razões necessárias para a existência de Deus. Nosso ser é dado por Deus. Ele não quis reter nada para si, a sua perfeição está em doar-se.

Voltaremos, oportunamente, com este tema! 

Nenhum comentário: