terça-feira, 3 de junho de 2008

Por que Santo Antônio quis ser Franciscano?


Sabemos que Santo Antônio viveu e formou-se entre os Cônegos Regulares de Santo Agostinho, os Agostinianos, na abadia de São Vicente, em Lisboa, e no Mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, que foi a capital do reino de Portugal. Em 1220 passa a seguir as pegadas de São Francisco de Assis. Por que? Olhando as antigas biografias encontramos um motivo claro: o idealismo missionário. A nova Ordem Religiosa estava na estrada vivendo a pobreza total e a vontade de conquistar o mundo para Cristo. Conta-se que os cinco primeiros mártires franciscanos foram mortos em Marrocos e trazidos para Coimbra no mosteiro onde vivia o jovem Fernando de Bulhões. A presença dos mártires ali o tocou profundamente, e ele quis imitá-los. Pede para ingressar na nova Ordem, e no mesmo ano de 1220 parte para Marrrocos para ser missionário; mas não consegue ficar ali pois a saúde não permite. A doença o faz regressar e ele experimenta o que é ser um missionário da dor. A doença inicial afinou o espírito para a dor dos outros, por isso os que sofrem recorrem a Santo Antônio.

Nenhum comentário: