quarta-feira, 13 de março de 2013

Algumas ideias sobre a Teologia Franciscana - III

Uma Teologia Franciscana olha a floração que vem dos textos sagrados. É a floração do saber e viver com raiz na fé. É recolher o fruto saboroso que vem do solo fértil da fé. O humano, pequeno fragmento da Criação, quer ver, contemplar e louvar. Como procurar? Como conhecer? Invocar com fé e louvor. O Inefável, o Imenso está nos seres por Presença, nada lhe é oculto; por Substância (existe em todas as coisas); e por Potência (opera em todas as coisas ). Quais são as suas Perfeições? Quais são as suas Qualidades? Para Francisco, a qualidade é a melhor maneira de não se prender à quantidade.

A Teologia Franciscana não é uma disciplina, é a Vida! Por isso, aquele mendigo que andou pelas ruas de Assis não tinha menos competência que um teólogo... Ele também pôde falar do encanto da vida. Ele tinha intuição, o teólogo tinha a ciência. A teologia tinha a leitura de sua experiência de fé, mas não a sua fé. Ele tinha a evidência do Infinito.

Continua


Nenhum comentário: