sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

FRANCISCANAS PALAVRAS – IX


67. Para Francisco, Jesus Cristo é Deus, Homem, Senhor, Servo e a Encarnação da Humildade.


68. Francisco foi acolhendo Jesus Cristo, progressivamente, como um vivente. Impôs-se à uma prática de ser outro Cristo e tornou-se a arte de viver Cristo.


69. A visão de Cristo, em Francisco, é um itinerário vivo, uma encarnação; não é uma referência a um modelo que precisa imitar apenas exteriormente.


70. Francisco não criou uma escola teológica, mas sua teologia é uma descoberta prática dos divinos mistérios que acompanham o seu itinerário espiritual.


71. A Porciúncula é a casa típica da Ordem; a exteriorização do ideal interno de cada Irmão e Irmã.


72. Para Francisco, o dom da oração supera qualquer outra atividade.


73. Para Francisco de Assis, o Êremo não acentuava um isolamento, uma alienação, um individualismo, mas sim uma Fraternidade.


74. A prece franciscana é simples, não é complicada; é pobre, límpida, livre. A sua originalidade está na originalidade de quem a viveu.

Nenhum comentário: