segunda-feira, 28 de julho de 2014

BELOS PENSAMENTOS DAS FONTES FRANCISCANAS - 11


“Certo dia, em que o homem de Deus andava pregando, encontrou um pobrezinho na rua. Vendo sua nudez, ficou compungido e disse a seu companheiro: “A miséria desse homem nos cobriu de vergonha e repreendeu fortemente nossa pobreza.” O companheiro respondeu: “Por que irmão?” E o santo, lamentando-se: “Escolhi a pobreza como minha senhora e minhas riquezas, e elas está brilhando mais nesse homem. Ou não saber que por todo mundo correu nossa fama de pobres por amor a Cristo? Mas esse pobre está provando que isso não é verdade.” (2Celano 51,84)


“Brilhava como uma estrela que fulge na escuridão da noite e como aurora que se estende sobre as trevas. Dessa maneira, dentro de pouco tempo, tinha sido completamente mudada a aparência da região, que parecia por toda a parte mais alegre, livre da antiga fealdade. Desapareceu a primitiva aridez e brotou a messe no campo áspero. Até a vinha inculta se cobriu de renovos que espalham o perfume do Senhor e, dando flores de suavidade, carregou-se de frutos de honra e honestidade.” (1Celano 15,37)  

Continua

2 comentários:

Igor Bratch disse...

Querido Frei Vitório,

Obrigado por nos brindar com estas pérolas escondidas, e nos oferecer tão acolhedor espaço, permeado de uma tal beleza.

Estou há tempo querendo o contato do Sr. por e-mail. Envie-me por favor uma mensagem. E no momento estou precisando falar-lhe de algo muito bom, mas urgente.

E por favor não ponha esta mensagem no blog como pública. rs

Um abraço fraterno,
Igor Januário (& Philippe)

Igor Bratch disse...

Frei Vitório,

Por favor, mande-me um e-mail. Quero muito falar com o Sr. Tenho uma ótima notícia, porém urgente.

Abraço fraterno,
Igor Januário