sexta-feira, 30 de agosto de 2013

A ESPIRITUALIDADE PRESENTE NO CUIDADO DA SAÚDE - 1



(A ENFERMAGEM E OS MÚLTIPLOS SENTIDOS DA VIDA)


INTRODUÇÃO

Estamos num evento gerado por um espaço educacional (FASE) que está preocupado com o desenvolvimento total do humano. Educar é trazer para a luz um novo parto. O parto mais dolorido e iluminado é dar a luz a si mesmo. Educação é Iluminação. É a doação do EU ao SER DIVINO, isto é a restituição para o lugar de onde o Humano provém: a sua Fonte Sagrada.

Uma das características da pós-modernidade é o retorno ao Sagrado. Estamos vivendo o grande momento da mística e da espiritualidade. Espiritualidade é sentir o ritmo do próprio sopro como inspiração, expiração e inspiração. Respirar a vida segundo o Espírito. Respirar é deixar a energia passar sem nenhum bloqueio, é a fluência natural da sua Inteireza. Educar com Espírito é viver da Luz e mudar de mentalidade e de lugar; sobretudo do lugar da acomodação.

A Espiritualidade não é uma doutrina, é um Caminho. É o caminho do discernimento, que é a reta compreensão, o reto falar, a reta aspiração (ter sonhos e projetos), o reto agir.

Vamos usar aqui o uso benéfico da linguagem Simbólica numa simbiose do material, físico, espiritual, psicológico. Enfim um mundo alegórico para repassar um grande ensinamento.

A arte de educar é a transformação do humano. A arte de educar é enveredar por um caminho de sinais que são setas indicativas para um rumo mais preciso.  Estamos no mundo da Saúde, e saúde não é contrário de doença. A palavra saúde vem do latim, “salus”, e significa: cuidar, sanar, sarar, encaminhar para o sadio da existência. A palavra salvação, tão querida pelas religiões, vem desta raiz. Toda vida sadia é um caminho inspirado pelo Amor, pelo Conhecimento e pelo Cuidado.

Nesta reflexão, para fixar em nossa memória pontos essenciais, vou usar um Mito Grego. Em tempos de crises sempre ressurgem os Mitos. O mito é sempre usado para comunicar uma Ordem em meio a uma possível desordem; ele usa a linguagem figurada para elucidar as forças da existência. O mito é uma profunda compreensão da realidade vazada numa linguagem fantasiosa para provocar o natural e o real.

Continua

Nenhum comentário: