quinta-feira, 20 de dezembro de 2007

Solidarizar-se é relacionar-se


Paz não é romantismo, nem fruto de momentos de auto-ajuda, relax, terapias e preces. “Ah! Estou tão em paz comigo mesmo!” Claro que se o eu está bem o comum vai melhor. A verdadeira paz é solidária. Não olha só para si, mas é includente. Religião que resolve apenas o problema do eu desaparece na história. A verdadeira religião anuncia um amor que sai dos limites do eu, não exclui ninguém e abraça a salvação da história. Ninguém acredita num amor que é indiferente ao sofrimento da humanidade. Relacionar-se é ser humano cristão perfeito.

Um comentário:

Anônimo disse...

Frei Vitório, paz e bem!
Gostei muito do seu blog.
Fique com Deus.
Abraço

Luciane Marcondes Marineli