sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

Paz, unidade e fé


A alma humana é naturalmente religiosa. Mesmo que algumas pessoas procurem suprir isto refugiando-se num ateísmo professo, a fé no transcendente refugia-se no inconsciente. É uma questão de identidade humana. Ser ou não ser significa desvendar mistérios. Isto é que une a raça humana. A busca do Espírito pode trazer uma força unificadora e fazer com que a humanidade possa viver uma unidade coerente. Se dialogassem na única força que os une, judeus, cristãos, muçulmanos e hindus não dariam um exemplo ao mundo de que a Paz vem da grandeza da fé que está no coração? Que as religiões aprendam, uma com a outra, onde buscar a fonte da harmonia.

FELIZ NATAL!

3 comentários:

Anônimo disse...

E muito bem nos ensina Francisco a este respeito!

Frei Vitorio,

Boas festas!!!

A. Joaquim e Luciana

Ivo Ribeiro disse...

Querido Frei Vitório,

"A Paz vem da grandeza da fé que está no coração". Claro! Pois a fé é ter a certeza e a confiança que Deus está sempre ao nosso lado. Vivo um momento difícil e essa frase me preencheu o coração de esperança e da certeza que devo aumentar a minha fé e me entregar ao próximo mais próximo para habitar na Paz de Cristo.

Frei diga-me mais! Quero construir minha obra na Obra do Senhor Jesus Cristo.

ricardo_radneo@yahoo.com.br disse...

Oi Frei, e quando a fé morre, de forma consciente? É possível faze-la ressurgir do pó?

Obrigado