segunda-feira, 15 de junho de 2009

FRANCISCANAS PALAVRAS – VII


49. Hoje, com a nossa preocupação econômica, nós pegaríamos Francisco e o reconduziríamos à casa de Pedro Bernardone seu pai.

50. Francisco é o Bem Absoluto, o Sumo Bem, Todo o Bem no qual ele está mergulhado. Temos que deixar vibrar em nós este toque de Francisco.

51. Em Francisco, a Admiração é tanta que ele não é capaz de proclamar o sofrimento. Ele está tão dentro da dor que consegue cantá-la.

52. Francisco não criticou o errado; ele viveu o certo.

53. O Cântico das Criaturas é a identidade cósmica de Francisco de Assis, o fervor de sua alma em relação à todas as coisas.

54. Pobreza Franciscana é encontrar a verdade de nós mesmos.

55. O discurso de Francisco é universal porque sabe falar concretamente da Úmbria, o seu lugar.

56. O finito de Francisco evocou o Infinito.

Nenhum comentário: