Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

O MOVIMENTO PENITENCIAL E ALGUMAS DE SUAS PRÁTICAS - 3

O Movimento Penitencial tem a sua força no século VII até o século XI. Ele vem de transformações sociais causadas pelas migrações. Um povo quando muda de lugar amplia a cultura, mostra novos costumes e surgem novas práticas. O migrante não é um bandido, mas sim alguém que precisa de um novo lugar para estabelecer a sua capacidade de viver e sobreviver. Já nestes séculos eram considerados bárbaros, como se fossem pessoas que barbarizavam, as “invasões bárbaras” mexiam com as cidades e feudos ainda remanescentes.

A vida civil sofre este impacto, e a Igreja também. Mudam a antiga ordem, fundem-se etnias, cultura antiga e nova se misturam. O mercado cresce e dita normas justas ou injustas. Na parte da justiça o foro eclesiástico é mais procurado que o foro civil. Nos séculos XII e XIII ainda temos reflexos destas leis. Francisco de Assis é julgado em praça publica por foro civil convocado pelo seu pai, mas é defendido por um foro eclesiástico representado pelo Bispo Guido.

Os Penitentes …

Últimas postagens

Série Especial sobre a Campanha da Fraternidade 2019

CF 2019: Frei Vitório pede mais indignação profética

O Movimento Penitencial e a mudança de atitude - 2

Raízes de um Movimento Penitencial - 1ª parte

Palavra da Hora | Viver franciscanamente

Palavra da Hora | Vai e reconstrói a minha casa

Palavra da Hora Sentido simbólico e sacramental

Palavra da Hora | Pregar uma democracia ecológica

Palavra da Hora | A consciência da 'Casa Comum'

Palavra da Hora | Ser guardiões do 'habitat'

Palavra da Hora | Dar tempo ao natural

Palavra da Hora | Creio, logo Ele existe

Palavra da Hora | Creio para conhecer

Palavra da Hora | Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida