sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

FELIZ ANO NOVO MARIANO!


Os 300 anos do encontro da imagem da Mãe Divina de Aparecida nos dá a tônica para este ano de 2017 aqui no Brasil. Ainda estamos na alegria do ciclo do Natal onde celebramos a Palavra Encarnada. Não podemos esquecer que a Palavra que se fez Carne precisou de Maria, a inteira receptividade.

Pela Palavra, a Mãe Divina é fé, fidelidade e fusão de vontades. Deus quis ter Mãe, ela disse sim à vontade sagrada. Que ela nos ensine a não ter nenhuma resistência interior para deixar que uma vontade superior tome conta de nós. Ela não tem nenhuma autoafirmação egoísta, sabe que o Senhor fez maravilhas em seu ser. Que ela nos inspire a anulação de nosso soberbo eu, para sermos protagonistas de um Deus que age em nós.

Maria é simples, pobre, humilde, pura, pacífica, silenciosa. Uma contraposição aos apelos do mundo de hoje tão publicitariamente barulhento em vender uma imagem do humano autossuficiente, orgulhoso, arrogante, sensual, violento, desassossegado e ansioso, que fala demais em Jesus, mas não o faz nascer. Maria se faz um nada na presença de Deus para deixar que Deus seja Tudo com sua presença. Ela não obstruiu a presença da Palavra, não bloqueou uma ação concreta do Amor. Ela é Imaculada, isto é, livre de toda mancha de egoísmo que pudesse obscurecer a Luz de Deus no seu ser.

Repleta de Amor, Maria pode receber e oferecer a Palavra no mundo e para o mundo. Entrega seu ventre para que, na mais completa hospitalidade e humildade, a palavra fosse gerada ali. Aprendamos com ela a germinar interioridade! Maria preparou seu coração para que um Deus, infinitamente despojado, habitasse um ser humano despojado. FELIZ ANO NOVO sob a proteção da Mãe Divina!

FREI VITÓRIO MAZZUCO

terça-feira, 13 de dezembro de 2016

SÃO FRANCISCO E O PASTOR EVANGÉLICO

Pessoas de fé encontram-se e se atraem no fascinante caminho da busca espiritual. Este livro narra a experiência de Chase Falson, um pastor evangélico que se vê às voltas com uma crise espiritual. Aos poucos vai perdendo a fé em Deus, na Palavra de Deus e na sua Igreja. Atormentado por dúvidas existenciais, ele fica ainda mais abalado com a morte repentina de uma criança da sua congregação e começa a pôr em xeque todas as certezas que antes eram os alicerces de sua vida. Depois de ter um colapso em pleno culto, acaba sendo afastado de seu ministério.

Em crise consigo mesmo por não ter se mantido firme em sua crença, Chase decide passar um tempo na Itália com seu tio Kenny, um frade franciscano. Lá ele é apresentado aos ensinamentos de São Francisco de Assis, que viveu há mais de 800 anos e cuja maneira simples de amar Jesus mudou a história do mundo e renovou a Igreja Católica em meio aos desafios da Idade Média. Na tentativa de recuperar sua fé e preencher o vazio da alma, Chase concorda em partir em peregrinação pelos lugares sagrados em Deus se revelou ao venerado santo italiano. Ao longo desta busca, ele conhece diversas pessoas que vivenciaram incríveis experiências de fé. As histórias emocionantes que elas lhe contam iluminam seu caminho para reconquistar a graça, a humildade e a alegria de viver.

Este livro de Ian Morgan Cron - Em busca de Francisco – Como a história do santo de Assis ajudou um pastor a redescobrir sua fé, Sextante, Rio de Janeiro, 2014 - é uma história de perda e descoberta, um romance esperançoso e comovente, com implicações profundas para aqueles que anseiam por um relacionamento mais intenso com Deus e com o mundo à sua volta.

FREI VITÓRIO MAZZUCO