quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Algumas reflexões sobre o Sagrado Feminino

Apresento aos leitores do blog uma série de reflexões sobre o Sagrado Feminino; alguém poderia perguntar: por que textos assim num blog específico sobre o Carisma Franciscano?  O caminho de Francisco de Assis é marcado pelos concretos passos no exercício da sensibilidade. Para ele, não existe experiência espiritual sem afeto, sem as fontes do coração,  sem o manancial da vida.  Escrevo este texto para homens e mulheres, que como o jeito de Francisco,  querem perceber o irmão e irmã em tudo aquilo que existe. Dos textos sagrados, da experiência bíblica, da tradição hindu aos mitos gregos, da sabedoria dos sufis às Fontes Franciscanas, da antiguidade até os dias de hoje, vamos percorrer alguns fundamentos da presença forte do Feminino, concretizando o lado terno e materno de Deus.

Sagrado Feminino - arquivo 01 - arquivo 02 - arquivo 03

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

OS SÍMBOLOS

Os símbolos apontam um caminho de instrução e de perene memória. Eles organizam mentalmente, visualmente e representativamente a nossa vida. Os símbolos são fontes de comunicação, de reflexão, de preservação do conhecimento, do ensinamento, do aprendizado, e, sobretudo, da compreensão. Quantas vezes eles são recursos de concentração e meditação. Eles estão presentes nos jogos, na escola, nas Igrejas, no comércio, nas placas, nas ilustrações, na publicidade, na grafitagem, na arte e nas diversas manifestações da criatividade humana. Eles ajudam no complemento da linguagem, decifram mitos, verdades, mensagens, códigos, alegorias e estratégias. Na Mística e na Espiritualidade, os símbolos são como um canto de sereia que de modo sedutor, enigmático e persistente, vão nos atraindo para o verdadeiro sentido da vida e para a iluminação das nossas mais fervorosas práticas.