sexta-feira, 12 de março de 2010

Dia Nacional da Poesia

Neste domingo, 14 de Março, é o Dia Nacional da Poesia. A vida e seus calendários, Folhinha do Sagrado Coração, almanaques, crônicas, falas radiofônicas, sempre remetem a ocasiões celebrativas. Desde o banco de nossa escola, lá na pátria de nossa meninice, aprendemos a guardar datas, feitos e feriados, dias santificados ou não. Lembramos os senhores das armas e das guerras, heróis e figuras que fizeram história até com mecanismos de morte. Então, porque não lembrar os que fazem a Poesia?

Hoje, é dia de Gonçalves Dias, o príncipe dos poetas brasileiros. O poeta tem um jeito silencioso de criar mecanismos de vida. Eles trazem a plenitude dos sentidos, aguçam a vida para os detalhes, transformam as palavras, esmerilham as paisagens, instalam percepções em nossa consciência, são artesãos do verbo, deixam fluir a fala de uma inspiração. Revelam o Ser que nos faz Ser, em toda presença mostram a Presença. Poetas são profetas. Tecem o fio da sensibilidade e da verdade. Aos homens e mulheres que fazem Poesia e vivem num estado de Poesia, a minha reverência hoje e sempre!

* Imagem do Gonçalves Dias, o príncipe dos poetas brasileiros

segunda-feira, 8 de março de 2010

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

Hoje busco a tradição fenícia para resgatar Tanit, a Deusa Lua, reverencio a tradição cristã e lembro Aquela que tem a Lua debaixo dos pés, a Lua de Deus, Myr Yam, Maria... a desejada pelo Sagrado! Hoje, olho para o céu e vejo lá aquela que é atravessada pela Luz:  A Mulher!

Hoje é dia de pensar a dimensão profunda de todos nós: ter mãe, avó, irmã, amada, amiga, companheira, aquela que é fiel e presente na dança e na dor. A linguagem dos mitos, dos símbolos, da poesia, dos oráculos, da fé e das canções hoje deve ser lembrada: Maria, Maria, do Milton; Eros e Psiqué, os Cavaleiros na busca do Santo Graal, Tristão e Isolda, Clara e Francisco, Abelardo e Heloísa, Francisco de Sales e Joana de Chantal, Bento e Escolástica, Dom Bosco e Maria Mazzarello, Léo e Bia, Eduardo e Mônica, Marta e Maria, Paula e Melânia, Judite, Ester, Raquel as Matriarcas, enfim o dom sobrenatural que é ter a mulher construindo a vida.

A Deusa Lua hoje deve ser exaltada por ser a Luz em meio a todas as noites; por ser inspiração de poetas; por ser a magia concreta das marés; por ser aquela que mergulha na Luz do Grande Outro. Aquela que tem a resistência que vai além dos limites do corpo, aquela que escuta mais a interioridade, que molda a vida a partir de dentro, e que isto determina a sua incrível responsabilidade e fidelidade.

A Deusa Lua hoje deve ser cantada em prosa e verso pelo modo criativo e incansável de ornar a vida de extremos cuidados. Religiões e Formações deformadas dizem que mulher é pecado, espiritualidades afirmam que são a mais pura Graça, a pedagogia do mundo! Estruturas humanas separam espírito e matéria, o feminino reúne os dois numa força tão grande capaz de entender uma bolsa e um sapato como algo infinito. O Ocidente sintetizou a força da mulher na Virgem Maria. Culturas Milenares e Orientais criaram a diversidade das Deusas do Eterno Feminino. A Mulher tem sempre um lugar no celebrativo e no altar das oferendas.

Hoje, para homenagear as Mulheres, trago a palavra de uma Poeta, minha amiga, uma poeta das montanhas petropolitanas, uma Deusa daquelas que faz a Lua visitar o céu de cada um, brilhando nas janelas da alma. Para todas as Mulheres, no seu dia, o Poema de Viviane Gonçalves Noel:


MULHER DE FASES
Sou uma mulher de fases, assim como a lua
Eu minguo quando estou triste, abalada, choramingando pela rua

Sou uma mulher de fases, assim como a lua
Sou nova, sou eclética, tenho a alma nua

Sou uma mulher de fases, assim como a lua
Sou crescente na arte de viver e de sonhar, quando tudo em mim flutua

Sou uma mulher de fases, assim como a lua
Sou cheia, explosiva, expansiva, tenho Deus e o Diabo em mim pontua

Sou uma mulher de fases, assim como a lua
Às vezes minha alma jejua

Minha raiva atua
Minha mente desvirtua
Meu coração acua

Sou uma mulher de fases, assim como a lua
O Sol me faz iluminar, a Terra me faz amar,
a Vida me faz desejar e o Sonho se perpetua!